quarta-feira, março 12, 2008

Ó dIAZ, pá... Só sabes dizer mal e mánãsêquê!

É bom, não há dúvida...
Mas antes que os Lambe Oscar deste meu Portugal venham praí armados em eruditos cohenianos, não se esqueçam de assumir a desconsideração por obras maiores da Golden Cohen Age. Que não é esta. Caso contrário, a Frances McDorman só agora teria desposado o miúdo. Não! Tinha olho, a chavala!
Bem... só quem não o tinha poderia passar por cima disto, disto, disto e disto, mas eu já não digo nada!

Vou antes deixar aqui isto para poder clicar quando me apetecer...

8 comentários:

Zorze disse...

Cada filme é um filme; julgo ter visto todos os filmes dos irmãos Cohen e todos eles devem ser vistos de forma diferente. Certamente que nos outros não descobriste rasgos geniais de fotografia, como, por exemplo, grandes angulares impressionantes d'"Este País não é para Velhos". Não concordo minimamente com essa tua postura castrante sobre os autores. Só mostras que és apenas um erutido saudosista e preconceituoso!

El Mariachi disse...

Não, fôfo...
...só não me deslumbro com multidões!

El Mariachi disse...

E demonstra que tu és analfabeto... de outra forma, não se compreende como passaste por cima do "É bom, não há dúvida" com essa facilidade.

Tu é que viste o Grande Lebowsky com o olho do cú, admite!

Zorze disse...

Então, caro Diaz, e para contrariar essa tua visivel postura saudosista, dá-me exemplos de filmes mais recentes que admires de certos realizadores de renome! Só naquela...

El Mariachi disse...

De re-nome? O Babel do Iñarriatu, muito melhor que o Amores Perros mas nem de perto do 21 Gramas, porque o Benicio é o Benicio. De resto, "Aturam-se" todos menos os do Woody Allen.

Mas estás a tempo de ir ver o Juno e o Persépolis... a não ser que te interessem apenas os de re-nome!

espalha brasas disse...

Blá blá blá!!!! Trata mas é de arranjar o Persépolis para a Espalha, sff! E depois podes voltar ao blá blá blá!

Zorze disse...

Estás a tornar-te previsível: já sabia q ia ser essa a tua resposta.

El Mariachi disse...

E tu estás a tornar-te chato cumó Badaró!