quarta-feira, fevereiro 25, 2009

Um Carnaval Caparicano

O Entrudo é, no calendário católico-apostólico-romano, a festa que antecede a Quaresma, isto é, os 40 dias de proibição de ingestão de carne confeccionada ou crua aos empurrões até à Páscoa.
Eis que são, pois, tradicionalmente, os três dias em que as pessoas tentam comer o mais que possam por forma a não sentir necessidades de maior.
Eu, que estou longe de aplicar qualquer espécie de religiosidade à minha Little Beautiful Life, estou tão desperto para o Carnaval como para uma tigela de sopa de feijão verde.
Foi, por isso, com surpresa que, ontem, fui acordado à estalada por um Mariachito... morcego! Apeteceu-me gritar, da cama, à projenitora Eu não disse que hoje ele vestia a máscara de prisioneiro evadido? Não tive tempo para o mau-despertar que me é tão característico... Ó pai, ó pai, ó pai, vamos de bikikéta à furésta! Claro, tinha prometido. Um gajo deve sempre ter muito cuidado com o que promete a um pequeno humano com a memória a estrear, daquelas 2 X 4Gb Intel Cuore Duo.
Pequeno-almoço frugal e já estava tonto, de tanto ver um morcego aos saltos, um verdadeiro atleta com resistência física invejável e de equipamento profissional com o mais alto patrocínio da Loja Chinês. Mesmo assim, teria preferido o prisioneiro evadido.
Saímos, então. Pedala, dIAZ, Mariachito na cadeirinha atrás, canta, berra, grita Já vou!!! a quem buzina, ordena É a subir, pai, levanta-te! e, enfim, chegamos à primeira clareira. Ponho-o no chão e ele fica, estático, talvez a reconhecer a imagem dos desenhos animados, sei lá, pensamos nós que uma floresta é uma floresta, mas serão todas diferentes. Esta tem, aqui, na franja, tojo e acácias. Mariachito corre, grita Vamos procurar cogumelos e coelhinhos e esquilos, apanha paus e penetra agora pelas sombras dos pinheiros-mansos e bravos, escava com as mãos, deita-se na caruma, rebola e eu sorrio, sorrio muito por ver um morcego a correr na Mata dos Medos, essa que dará lugar a uma estrada se não tirarem, urgentemente, a Maria Emília do poleiro. Mariachito pergunta, indaga, exclama, responde com um cróóóóó ao cróóóóó dos corvos, e corre e ri outra vez e o único Não! que ouve da minha boca é em resposta à possibilidade de tocar num ninho de processionárias. E ri e corre e pára junto à falésia, o espanto visto por trás, aqueles braços pendentes e pernas ligeiramente flectidas. Olha uma vez para trás, outra como quem não acredita e, por fim, Pai, é a praia e o mar. Pois é, meu filho, isto é onde tu moras, uma floresta a 5 minutos de casa e o mar a 10, este é o deslumbre de hoje e amanhã, penso, não lhe digo, que ele há-de perceber. Senta, pai, senta na furésta a ver o mar. Pois sento, aqui, à beira, e explico-lhe tudo. E agora vamos almoçar e depois dormes e depois vais à praia.
Chegados a casa, corre à mãe e gageja, de tanto que quer contar Ó mãe ó mãe e fomos à furesta ver as ávures e os shquílos, e os órishus e os úrsus e eu falei com os cóvos e o pai apanhou pinhas e vimos a pimeira andorinha quié da pimavéra e eu vi a páia e vamujátarde, sim? E, antes que a mãe pudesse dizer qualquer coisa, E tenhuma fuôr pa ti. PIM, o desarme, à pai dIAZ.
À tarde, o morcego vai à praia e espera que todas as gaivotas poisem neste espelho de maré-vaza, até que o sol se ponha e ponha, com isso, um ponto final ao Carnaval dos outros.
Que este é só para alguns!

9 comentários:

Master Of The Wind disse...

Lindo. O teu puto é lindo. Sai mesmo à mãe!

maria ninguem disse...

" :) " ..e isto diz tudo.. :)

1entre1000's disse...

Enche-me o peito e ilumina-me a alma pensar que um dia este menino, na altura homem, vai ter o privilégio de se ver|rever nestes textos!!! (Muito bom!)

rosa disse...

ó mariáchi, sabes que eu gostei bastante destes teus últimos 2 posts?
mas não tenho tempo para dizer mais nada.

El Mariachi disse...

ahahahha

scorpiowoman disse...

Não houve, certamente, Carnaval melhor...

Inré e saudades**

scorpiowoman disse...

Não houve, certamente, Carnaval melhor...

Inré e saudades**

desculpasemculpa disse...

Ó meu querido Mariachi, tão pequenino e já a saber tão bem fazer as coisas...cá para mim vai superar-te...que é como quem diz ficar mais refinado :).Beijos

PS: Eu ainda gosto de carnaval...quando leres o meu post vais perceber porquê :)

malagueta disse...

olá, vim aqui parar quase por acaso (e eu nem acredito em acasos...) e descobri um vizinho, (sou aqui de la plage caparriquéne), que gosta de música (segundo percebi assim de repente), que não gosta da milinha e das estradas projectadas, que passeia com a cria na mata dos medos.
pensei aqui para os meus botões: tens de comentar qualquer coisinha, que isto é coisa rara! olhe, foi um prazer vizinho, quando precisar de salsa, pode pedir que eu tenho sempre! ;)