quinta-feira, fevereiro 05, 2009

Filthy Bastard... But In Style!!!

Vista de fora, a festa estava, no mínimo, sinistra...

Por dentro estava, no máximo, pior.

A estação de Rossio, esse sagrado edifício, transformado em profano festejo à conta de uma marca de café que é assim a Bimby dos expressos.

Havia uma moçoila digna de nota, ainda que não superior a €50, com um vestido prateado a solar com um saxofone sobre temas house. Não lhe vi os pés, mas julgo poder aventar que domina o instrumento.

Havia sushi e massas confeccionadas no momento. Cheirava, portanto, a peixe e alho, que é cheiro a bordel quando elas não se lavam por baixo nem a faca com que picaram o refogado por baixo de água mas da corrente antes de entrar ao serviço. Mas, enfim, é fashion. Coelho à caçador, que cheiraria a alecrim ou migas com entrecosto, que cheirariam a coentro É QUE NÃO. Seria labreguíssimo! Ainda que levado à boca com pauzinhos e não com a navalhinha de lâmina Ivo Inox que saiu nos furos do Retiro do Caçador, em Bencatel.

Do mal o menos, havia também caipiroskas de framboesa, maracujá, tangerina e canela, laranja e o que mais houvesse no Pingo Doce naquele fim de tarde, confeccionadas por barmaids nota 10 (€). Vi-lhes os pés e não gostei. Mas avaliando pela maneira como sacudiam o shaker, atrevo-me a aventar que dominavam qualquer instrumento que se lhes metesse nas mãos ou boca.

Havia gente da TV, gente das revistas, gente a quem lhes dói os braços a cause de tanto se pendurarem.

Havia, porém, amigos. De quem tinha saudades. Uma delas diz-me que formulara, num artigo, a teoria de que os homens se dividem em dois grupos: Os dos rabos e os das mamas. Penso, repenso, bebo mais uma caipiroska de kiwi com baunilha, tripenso e engulo mais um sashimi de ovas de peixe-voador e, não tenho outra hipótese, rendo-me às evidências: Xô Dona Martinho, Vossa Mercê tem toda a razão. E dou-lhe material de estudo...
Os gajos das mamas são os passivos, aqueles que ficam por baixo para poder observar a forma como saltam, o volume que ocupam nas mãos, o bouquet de odores e sabores que emanam misturados com a saliva que nelas depositam, são pessoas com um profundo complexo de Édipo por resolver, começam por gostar de mamas, acabam a não saber cozinhar, passar a ferro, aspirar ou pregar uma merda de um quadro porque a mamã, que afinal comem sempre por baixo, faz tudo ao menino!
Os gajos dos rabos, pelo contrário, são os activos da história, os dominadores, aqueles que não descansam enquanto a cópula não assume contornos canídeos, com nalgadas, polegar no ânus e tudo a que se tem direito quando se está por trás e não se tem, à frente, um espelho onde ela possa ver quão patética pode ser a expressão de um gajo nestas alturas. Regozijam com nádegas que abanam apenas duas vezes a cada investida que faça Pás, veneram aquele olho que fica, ali, desarmado, a fitá-los, suplicante, põe aqui, põe aqui, também sou gente, as mãos que cravam unhas nos lençóis, a gritaria e o chavascal que, desejam, possa produzir efeitos na vizinha do lado, que por acaso até tem um belo rabo: Ó Cavé, aqui o nosso vizinho é fogo, vê lá se aprendes qualquer coisinha e, se dão alguma atenção às mamas, é porque o guarda-fatos ao lado tem espelho e, pronto, têm piada, assim, como sinos a chamar rebanho a comungar, ó mãe ó pra mim sou o gajo que toca carrilhão em Mafra!

Martinho - E tu, dIAZ, que queres é pés... em que grupo te revês?
dIAZ - Sou o gajo que as deixa à chuva para ver como o cabelo cai sobre os ombros...

19 comentários:

Armand Blanchard disse...

Como díria um amigo:
"2 palavras: BRU-TAL"

Zorze disse...

Ou 3: Can-za-na.

Kaui disse...

A chuva outra vez... Diaz, meu velho e bom amigo, para ti uma palavra: SINTRA. Não é Ranholas, nem Mãe Martins... é a lindíssima Sintra onde a chuva ABUNDA!!! Mil beijos à Martinho, que saudades.

Kaui disse...

P.S. : Para quem não sabe, o Diaz adorava fazer trocadilhos com essa bela localidade que é Mem Martins.

El Mariachi disse...

Pffffffffff.... já não há imaginação! Agora descobri Varge Mondar e Cabra Figa e, meu dEUS, todo um mundo de novas possibilidades se abriu defronte meus olhos!!!

Kaui disse...

Então toma lá mais: Monte Abrãao, São Pedro de Penaferrim, Pêro Pinheiro, Montelavar... Mais pertinho da serra tens Fontanelas (hã, que trocadilhos fofinhos podes fazer com isto?!) e Tomadia... Que, se colocares um Z no final fica: TOMADIAZ!!!

Zorze disse...

Kauiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii... (*)

Kaui disse...

Zoooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooorzeeeeeeeeeeeeeee!!! (se não fosses tripeiro eras o "mai" lindo!!!)

Anónimo disse...

Mariachi...

Tou solidário contigo!!
Essas festas são uma chatice e não sei porquê obrigam-te a inúmeras vezes a estar sp lá.
Eu se pudésse,dividia contigo tal sofrimento e ía por ti só para não ficares tão nauseado...

Que chatice...festas com blue mood, blue food, blue babes...é como os penduras...é tudo muito chato mas encontram-se todos lá.

Se me obrigássem a olhar para as mamas de tanta mulher, nem sei o que faria...
Ai dêemm-me o mercado da ribeira sempre posso ver uns cascos enfiados em xanatas...

Eu , (é publico) sou um gajo de mamas! Claro que os cús tb mexem comigo, mas o click é com mamas.
Safo-me a cozinhar dizem..., bricolage fodass , agora é a minha vida....passar a ferro...isso detesto, pago para me fazerem isso.

Os gajos dos cús...complexo de Electra...fecham os olhos e marcha tudo, gaja, gajo, galinha, cabra etc...
Os gajos dos pés...são prevertidos , é uma tara que não passa de um embuste para sensibilizar a presa que, depois de "lançada", vai cú, vão mamas, vai tudo desde que ainda respire e tenha cabelo para agarrar por trás e zumba, faça chuva ou faça sol...

(essa merda da chuva e cabelos nos ombros, faz-me lembrar os filmes que tanto criticas)

Quanto ás gajas ... , nota €10, €20 , €50...Essas analogias?? Andas no Putedo? Agora vais a festas e começas a fazer contas , quanto dinheiro tens guardado na moleskine???

Enfim...Tou solidário na mesma.

Quando mais precisares, já sabes eu próprio sacrifico-me...desde que não fique à chuva!

Tóne ;)

concordo com o Tomé disse...

bem, Toné
tu arrasaste!

eu não diria melhor.
tou cheio da pena do diaz!...

(apesar de achar que era gajo de cus.. também me agrada aquela ideia do Dias, de os ver balançar no reflexo do espelho do roupeiro... daí talvez seja uma gajo de mamas, já não sei. Eu gosto mesmo é de gajas... mesmo à chuva.)

Anónimo disse...

Vamos ao que interessa: afinal quem é o Tomé? Onde está o Wally?
Freaky

Master Of The Wind disse...

Muito bom Toné...

El Mariachi disse...

Ó Tone... Cá me parece que, analisando esse chorrilho de críticas e estereótipos, que tanto criticas, o teu budismo-permissivo-libertário de todas as opiniões, opções e que mais venha poderá também não passar de um embuste pra sacar decotes...

Isto a minhoca tanto húmus papa que há-de meter a cabeça de fora. E o melro sempre soube... só precisava era de paciência. Que é, de forma provada, uma virtude!

Master Of The Wind disse...

Muito bom... luta de galos no blog do Diaz. Primeiro a regionalização agora o sexo oposto.

Que se segue?

Anónimo disse...

Mariachi,

Nem sempre a melhor defesa é o ataque...

Não são criticas!
Apenas como leitor e fã atento das tuas reflexões, tento apenas fazer um paralelismo entre o escrever e o fazer.
É isso que procuro.

O meu pediatra , o afamado Dr. Camacho, chamava-me de Melro I...

Todos temos direito a opinar, não é preciso é fazê-lo ostracizando tudo o que não vai de encontro ás nossas escolhas/preferencias.
Tipo, não é preciso dizer eu gosto mais de mamas do que de rabos. Esses que gostam de rabos gostam do cheiro a cócó.
não há necessidade.
Se tivésse o teu talento, faria um poema sobre mamas sem nenhum verso a falar de cús, ou do cheiro, ou de nalgas ou de lombrigas.

Resumindo:
Nas sociedades surgem "memes" e NINGUÉM consegue viver fora destes,mas, estes precisam de coexistir para apenas saber para que lado me dirigir, sendo apenas o lado que eu escolhi, não o certo nem o errado.

Tóne- Vai-lá e mama! ;)

Armand Blanchard disse...

ehehehe

Tu ficas-te diaZ ??????

comentador disse...

reporter 1: e ao intervalo, que comentários mercem esta primeira parte?
reporter 2: uma disputa conseguida, onde iremos ver com certeza uma mudança de estratégia, onde não irá, certamente, aplicar-se a marcação home-a-homem. espero ver mais uma opção de zona.
reporter 1: sim, mas aguardamos mais concretizações, mais disputa, mais emoção?!...
reporter 2: sim... temos em campo duas promessas reconhecidas, de enorme capacidade. Certamente isto garante.
reporter 1: ok. passemos agora aos compromissos comercias. já voltamos. até já.

dIAZ disse...

Tóne, meu caro e bom amigo...

... só acho que quando não se percebe o fim a que se destina o post não vale a pena estar a curar sobre a forma como se lá chega...

Armand Blanchard disse...

iiiiiiiiiiiiiiiii

ó toné então e tu admites???????

Fogo!!!
Havia de ser comigo...