quinta-feira, abril 03, 2008

Buck Rogers no Séc. XXI vs Maria Armanda nos Dias d'Hoje - The Musical

Na Secção B12 do planeta Safron (que deve o seu nome à tonalidade amarela e ao facto do seu denominador ter ascendência indiana), uma palhota de zinco galvanizado por acção de vácuo acolhe, deitados num leito de feno de Zea luxurians amorphus (Milho Paínço que cresce no planeta Safron e que, ao descobri-lo, o denominador indiano teve muita pena por não ser grão de bico, o que inviabilizava a confecção de Bahjis de Cebola durante a sua estadia), estão Maria Armanda, famosa intérprete de um hit do Sequim d'Ouro, e Buck Rogers, protagonista de uma famosa série de televisão dos anos 80 cuja música do genérico era assim "tutuuuuu tu tu tuuuuuuu tu tutututututut tu uuuutuuuuu", e cujo penteado continuava ridículo só que mais careca.
A luz é difusa. M.ª Armanda enrola os seus longos caracóis da púbis, curiosamente iguais aos do seu cabelo, e sorri ternamente:

M.ª Armanda - Como eu amo, Buck, quando me dás tau-tau à bruta por trás enquanto escreves sms no teu LG 345629c. Que tesão!
Buck Rogers - Ah Ah Ah, sentir um homem fazes-me, coisa fofa com carapinha ainda que caucasiana e não preta como aquele gajo que eu encontrei na capa de um disco com um tigre ao lado numa antiguidades loja! Tudo isto eu faço só para te agradar, meu mais precioso de todos bem. Se assim não fosse, apenas escrevia as sms porque a minha mulher disse que hoje ia fazer um Ovis aries que ultracongelado vem do planeta Terra.
M.ª Armanda - E a tua mulher, fá-lo tão bem como eu?
Buck Rogers - Naaaaaa! Diz que meu espigão reprodutor parecer um Bufo bufo!!!
M.ª Armanda - Ah ah ah ah!!! Um sapo? Meu dEUS!

Entra a música de fundo, com especial ênfase na secção de cordas, ilumina-se agora um cenário esplendoroso, de montanhas cobertas de coníferas de encontro a um céu azul. O casal corre, desnudado. Param. M.ª Armanda segura o pénis de Buck Rogers e canta:

M.ª Armanda - Eu vi um sapo, um grande sapo, ele me comeu, à primeira doeu!
Buck Rogers - Tu viste um sapo, guloso sapo, abocanhaste-o, e encuzaste-o!
M.ª Armanda - Ai visto un Rospo, un grozo rospo, tutto ai manjato, in mio culo apertato!
Buck Rogers - You saw a toad, a giant toad, abriste-te tôde, ele entrou tôde!

Fade out

Fim

14 comentários:

zez disse...

Altamente improvável: Maria Armanda ft Buck Rogers... Diaz, you fuckin kinda... NEED HELP!!!

Zorze disse...

Os bugs no cérebro deixam um gajo todo fodidinho da cabeça...

hihihihihi, até a barraca abana, hihihihihihi!!!

espalha brasas disse...

Da-se!!!!!

paulo disse...

não sei o que diga, não sei o que pense...

deixa de ir a escolas secundárias, meu!

espalha brasas disse...

Tás aqui tás a ir ao concerto do André Sardet em Sta. Maria da Feira.

Zorze disse...

Ou está ali e está a confessar que tem toda a discografia de Celine Dion...

El Mariachi disse...

Zorze, Zorze, tás aqui tás a ter que gastar na FNAC os jigas de música BOA que eu te estou sempre a oferecer! E deixas de levar brindes por mail tipo o To Build a Home dos Cinematic Orchestra interpretado pelo Patrick Watson!

Paneleiro e louco e estúpido e atrasado, ainda vá... agora Celine Dion... tá a pedi-las, man!

Zorze disse...

lol, olha, pois que te admiro muito e te acho, pá, um gajo 5 estrelas...

Tudo de bom!

Tarado disse...

pagava para recebr no meu e-mail o registo fotografico em power point do encontro entre esses dois... Mª Armanda e Buck.
Tás a ver aquelas sequencias tipo "Gina" em que a Armanda tá a cantar num karaoque e vem o buck e pega no microfone, poe-no pro lado e ela faz aquela cara de pudim boca-doce, admirada pelo gesto, e a seguir é uma sequencia, boca, vagina, anus com a terminação da ejaculação sobre a carapinha e ainda a ultima e derradeira foto em que repete a carinha pudim boca-doce com a "meita" (ou esporra) a escorrer testa a baixo, e onde o buck este sempre imaculado, de dentadura branca e cheio de laca, em performaces do futuro.
Eu queria mesmo esse PPS.

Mariachi disse...

Tudo nesta vida se arranja!

É só querermos...

Zorze disse...

Claro... é so pedir a dEUS nosso senhor...

zez disse...

Depois disto, só falta mesmo propores o esboço para o próximo musical do La Féria:

HOLOCAUSTO - O MUSICAL

Armand Blanchard disse...

Não haja dúvida!!
Essas merdas que andas a fumar, provocam a "doença do mineiro" como as detectadas nas minas de S. Domingos.
QUEIMAM TUDO POR DENTRO

Mas dou a mão à palmatoria por nos proporcionares momentos ilariantes.

El Mariachi disse...

Olhó Armando...

...Por falar em Minas de São Domingos, tenho-me esquecido de te perguntar... quando é que vamos à Diabrória, Beja, com Festas?