segunda-feira, dezembro 08, 2008

Portugal Fashion

Sempre fui obstinado nestas coisas.
Na altura em que o Desperately Seeking Susan estava na moda, recusei-me a tal suplício.
Mesmo que isso significasse sacar mais gajas.
Sempre achei que The Smiths e Nick Cave e Red House Painters e Ramones eram coisas muito mais enigmáticas e portadoras de uma etiqueta onde se podia ler Sou um gajo muito interessante e se queres cá vir é disto que apanhas.
No extremo oposto desta minha convicção estava uma Madonna de 25 aninhos a promover-se como se promovem todas as gajas de 25 anos, então como agora: "Tenho esta cara de animal sexual porque julgo que percebo bué de sexo mas afinal aos 33 é que eu vou dizer Ahhhh afinal sexo é isto, que parva que eu era quando tinha 25 aninhos".
Fiz o mesmo com o Dirty Dancing, o Ghost e o Top Gun, ou seja, com Filmes de Gáija.
Não os vi.
Desperately Seeking Susan foi, mesmo assim, aquele que mais abominei, mesmo sem ver.
Até que, tantos anos volvidos, há um feriado de ressaca.
E há o Canal Hollywood.
E há uma Rosanna Arquette com seios firmes e desnudados, um John Torturro sem mácula, como sempre e... pouco mais. Uma Nova Iorque que pintou fantasias a deslumbradinhos dos 80's que, depois, foram lá desiludir-se na década posterior.
Mas a prova em como até no pior se aprende alguma coisa está num take aparentemente "inofensivo".
Mas que oferece, em rigor, um quadro bem esclarecedor do Provincianismo Português.
Aquele de que Pessoa falava.
Madonna vai num Yellow Cab e, ainda antes de poder vomitar o Cliché Supremo Keep The Change, o taxista está num monólogo: Esta cidade já teve restaurantes italianos, chineses, mas agora só se consegue comer sushi. Há modas tramadas.
Ah pois há.
Principalmente, quando se tem em conta que o filme em questão é de 1985!!!

10 comentários:

Zorze disse...

Lolada, tanta merda para dizer que o pessoal que come sushi - porque julga estar na moda! - não passa de malta provinciana... foda-se, não dava para abreviar para 50 caracteres?

El Mariachi disse...

Ó Zorze ó Zorze ó Zorze...

Quão lacunar poderia um gajo ser se escrevesse assim? Uma coisa é poder de síntese, outra coisa é declarar algo sem uma justificação plausível.
Incorreria no mesmo merdum que todos os que dizem que "Sushi é moda PONTO". E vai toda a gente atrás a dizer "Amén". Caga lá se o salmão é um problema ecológico ou se o Japão é sanguinário no que toca às pescas!!!

Zorze disse...

(lol) ya, bem visto...

lidia disse...

O importante nisto tudo é que tu és um gajo interessante, e que não gostas do que as massas gostam...

El Mariachi disse...

Se eu não gostasse do que as massas gostam, comprav álbuns e via filmes da Bet Midller, ou lá como é que essa velha ridícula se chama!

1entre1000's disse...

Bom o top gun... ai o top gun... porra o top gun uma das minhas pedras no sapato da adolescência... vou-vos contar...
sentem-se!
Róoooosaaaaaaaaa? Tas por aí?!??!?! le-me entao... zorze! Agora cala-te e ta atento a mim vá!
O top gun,... (suspiro) baixar de cabeça para o chão, inspirar reclinar a cabeça pra trás fechar os olhos... tava eu (concentrem-se pa dassseeee não se riam) no auge da minha estupida adolescência e pasmava pq todas as minhas amigas idolatravam o cruise mas eu achava o michael j fox de longe mais interessante... eu sempre com tendencia para os coitadINHOS... mas prontessssssssshhhhhhhhhhhhhhhhh o problema do top gun nem foi o tom cruzeta, foi mais profundo q isso!
Orassssssss tava o top gun nas salas de cinema e a minha irmã ia ver com os amigos ao STOP, pra quem conhece o porto conhece de CERTEZA o centro comercial Stop (mitico) e as suas salas de cinema q actualmente delas NADA resta... ela ía, eu queria ir não pelo filme pq m estava a cagar para uns ases dos céus eu queria era sair com a minha irmã 6 anos mais velha e com os amigos, pra m sentir IN e o máximo e tal... lá pedi a minha mãe... a minha mãe lá obrigou a minha irmã a levar-me. Lá fui eu feliz! Giros os amigos dela... UAUUUUUUUUUUUU, q tom cruise q caraças eu tinha ali verdadeiros Adonis LIVE! Tava feliz, até aos primeiros 3 minutos após a chegada (nossa) ao Stop... os amigos da minha irmã passaram TODO o tempo de chegada pré filme e pós filme a idolatrar a minha irmã e a tratar-me como a fedelha emplastro q só veio para atrapalhar... POIS!
Cheguei a casa a minha mãe: entao gostas-te do filme?
Eu: mãe todos os homens do mundo vão sempre gostar mais da Sandra!
(dou graças a deus e às almas por a minha irmã não ler – de certeza – este blog)

Anónimo disse...

Eu gosto de sushi, logo sou provinciana!
Freaky

Master Of The Wind disse...

Olha eu podia ser um bocado mais provenciano. Pois apenas lá fui uma vez. Mas devo-te dizer que gostei.

suximén disse...

Não só gosto como elaboro a coisa.
Um dia destes vais lá a casa e provas do meu.
Trazes tu o peixe aí da tua terra, ainda te sabe melhor...

dIAZ disse...

Provas do meu???

Fénix! Já chegámos à Terra do Alberto João, não????