quinta-feira, setembro 18, 2008

Facúndia que arrasa com qualquer relutância feminina e fá-las exclamar, gemendo, "Come-me por trás, à bruta e dá-me palmadas neste rabo bojudo"!

Depois de uma crise gastrointestinal, daquelas mesmo beras, com soro incluído durante dois dias, a primeira GRANDE sensação de alívio vem com a primeira ventosidade sonora expelida pelo ânus, sonora, encorpada, prolongada, que abana os alicerces do corpo, ainda fraco, num doce torpor benfazejo, odorífero, saudavelmente odorífero, ao qual acompanha um sorriso de conquista quando atestamos que a cueca está sem mácula, alva, garantindo assim, e a partir de agora, novo fôlego!

3 comentários:

Zorze disse...

LOLOADLADOADLADOALDADA...

Uau, Diaz, já não tás doente com diarreira!!!

PARABÉNS!!!!!

espalha brasas disse...

Em relação à crise gastrointestinal com soro incluído, deixa-me dizer-te que eu tenho ressacas assim...

Anónimo disse...

Oh, valha-nos Deuses!!!
F.