quinta-feira, novembro 26, 2009

Suponho que haja um destes a cada década

Quando parece que o género está esgotado, sopra a suave e benfazeja brisa que abana a vulgaridade e nos faz acreditar que, afinal, o clássico Filme Boy Meets Girl é, porventura, intemporal. Tem-se, por Filme Boy Meets Girl, aquele em que, lá está, ELE conhece-A | ELE e ELA vivem momentos de felicidade que podem assumir as mais diversas formas | ELE e ELA zangam-se | ELE e ELA reatam | ELE e ELA vivem felizes para sempre OU ELE e ELA nunca mais se vêem. Entretanto, esboçam os espectadores uns sorrisos, ou riem, ou disfarçam uma lágrima. Não há, NUNCA, nada de novo. A não ser, como implícito no título deste devaneio, uma vez em cada década. Na de 60, o Dustin Hoffman batia, desesperado, às portas da igreja onde o amor da sua vida, que por acaso até era filha da gaja que lhe deu o sexo da sua vida (God Bless You Please, Mrs Robinson, pediram Paul Simon e o Cabelo-Ridículo Garfunkel, a altos berros, no Central Park), estava a ponto de se casar com outro qualquer, que até tinha menos nariz e mais 20 centímetros que o actor em questão. Em 1979, o mesmo pequenote acabava com o mito de que as mães é que cuidam dos filhos, até porque a Merryl Streep estava louca e não tinha condições para fazer do herdeirozinho Kramer um moçoilo feliz. Nos eighties, os Phsycadelic Furs fizeram a música para o intemporal Pretty In Pink e, nos 90 (em 2000, vá), o Almost Famous relembrou a uma geração que já definhava, de Grungísse, que o Amor era possível no tempo dos Led Zeppelin. Estes foram Primus Inter Pares. Porque, por outro lado, também houve o Oficial e Cavalheiro, o Shakespeare In Love, o Lagoa Azul, o Cidade dos Anjos, o Moulin Rouge, e os concorrentes na categoria de Absolutamente Ridículo Guarda-Costas e Titanic. Mas, por dEUZ, a lamechice viscosa, o mel barato de todos estes perigou o género. E cinema é como a música. Só há o bom e o mau! O que nos leva à presente década. E, até agora, digno de nota só há um. Porque a tal nota de que é digno não cabe num caderno inteiro. Porque o filme começa com um aviso aos mais incautos: This is a story of boy meets girl. The boy, Tom Hanson of Margate, New Jersey, grew up believing that he'd never truly be happy until the day he met "the one." This belief stemmed from early exposure to sad British pop music and a total misreading of the movie 'The Graduate'. The girl, Summer Finn of Chennicok, Michigan, did not share this belief. Since the disintegration of her parents' marriage, she'd only loved two things: The first was her long, dark hair. The second was how easily she could cut it off, and feel nothing. Tom meets Summer on January eighth. He knows, almost immediately, she is who he's been searching for. This IS a story of boy meets girl, but you should know upfront... This is NOT a love story.
E entra a Regina Spektor com o seu Us... o que, para muitos, poderá não ser tanto quanto é para mim! Só faltava que as primeiras palavras entre ambos fossem trocadas porque ele vai a ouvir o There Is A Light That Never Goes Out, dos The Smiths, no elevador. Pois! Ou que os habituais fragmentos de vida feliz em comum, com todas as pequenas idiotices, gestos, sorrisos e beijos, abraços e desencontros, encontros e desventuras, enlaces e frases que ditam viragens, não passassem por alguns flashbacks, um deles em que ela, num trabalho da escola, transcreve os Belle & Sebastian, no The Boy With The Arab Strap, com um avassalador Colour my life with the chaos of trouble. Até a corriqueira cena de sexo é substituída por uma Morning After em que ele, no trajecto para o trabalho, leva a cabo as mais variadas e perfeitas cenas de coreografia com a multidão, ao jeito de um musical barato. Até o seu emprego, de desenhador de postais de Aniversário e S. Valentim e Feliz Casamento e Pêsames quando, afinal, é arquitecto. Até quando ele lhe faz a tatuagem. Até eu, que sou avesso a estas pitchupitchuzisses, acho que, até agora, o 500 Years of Summer é o Filme Boy Meets Girl da década.

8 comentários:

rosa disse...

Comprei-o noutro dia, no pingo doce, mas ainda não tive tempo-pachorra pra o ver.

Este post cheira-me a desafio.

Ora deixa cá ver filmes-lagriminha-no-canto-do-olho......

rosa disse...

60's: (não tinha personalidade cinematrográfica)

70's: Future Boy Conan

80's: Nuovo cinema Paradiso

90's: Breaking the Waves (baba e ranho)

00's: Requiem for a Dream(com lagriminha)

00's: Le fabuleux destin d'Amélie Poulain (sem lagriminha)

paulo disse...

depois do diaz recomendar, lá vou ter que ver o filme!

Anónimo disse...

Não obstante ter ficado com vontade de ver o "500 Years of Summer", que me parece, de facto, ser interessante, não resisto a mencionar (e recomendar, a quem não viu) aqui um outro filme que é, para mim, a prova de que é muito difícil eleger apenas um trabalho por década, seja em que categoria for... Felizmente!


"Once" ("No Mesmo Tom", em Portugal).

Simples mas forte, sincero... Calmo e duro ao mesmo tempo... Doce e melancólico...
Os protagonistas, Glen Hansard e Marketa Irglova, são também os "cantautores" responsáveis pela banda sonora original – uma agradável descoberta, para mim.
Ganharam o Óscar da melhor canção original, em 2008, seja lá qual for o significado que isso tem... Nem que seja para que acreditemos que, pelo menos de vez em quando, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos da América faz escolhas compreensíveis... Mas até a entrega da estatueta foi caricata (agora não me apetece procurar o vídeo no Youtube)...

Uma agradável excepção (ainda bem que as há) a duas regras: filmes Boy Meets Girl enfadonhos e previsíveis; filmes musicais irritantes e agonizantes.

http://www.youtube.com/watch?v=726SFblz9Lk

http://www.youtube.com/watch?v=I6xIF92OUos



Abraço.

Mário

1entre1000's disse...

com uma banda sonora DAQUELAS só pode ser digno!!

rosa disse...

já vi.
a seguir fui ver o buffalo e pus-me a desenhar a ricci.

dIAZ disse...

MOSTRA MOSTRA MOSTRA MOSTRA

Anónimo disse...

http://markonzo.edu Incredible site!, actual ashley furniture [url=http://jguru.com/guru/viewbio.jsp?EID=1536072]actual ashley furniture[/url], eymwuld, watch allegiant air [url=http://jguru.com/guru/viewbio.jsp?EID=1536075]watch allegiant air[/url], 94564, best pressure washers [url=http://jguru.com/guru/viewbio.jsp?EID=1536078]best pressure washers[/url], dqwab, follow dishnetwork [url=http://jguru.com/guru/viewbio.jsp?EID=1536080]follow dishnetwork[/url], catbdkk, fresh adt security [url=http://jguru.com/guru/viewbio.jsp?EID=1536076]fresh adt security[/url], bpvcfa,