terça-feira, setembro 08, 2009

POEMA DE IR DE FÉRIAS

Tenho a vida por um fio
AZUL

rasga-me a boca um sorriso
AMARELO

grito por socorro
VERMELHO

na
VERDE
esperança de um dia tê-lo.

Agitam-se os dias em aurora boreal

policromático
TEMPO
que resta

sentado num trono
CARMIM

comanda-me esse
e o outro que passou

sou agora de um
SALMÃO
deslavado

mas terei sempre, JURO

textura de CETIM!

TOCA-ME, URSA!

1 comentário:

Maria Reis disse...

Pra ler :
- quase sem pontuação mm e a um ritmo o mais acelerado possível
- com pronúncia transmontana
___________________________________

eu boutadejer que o proglema xtá em doux ou trêx particularidadeje do menino..max couja pouca, minha riqueja! Xcuta-me xe querejeber..bemeufintu xe ódepoije dox moux cunxelhos a urxa num te toca!!Tão xertinho cumu quem matou o adalberto do talho ter xido a patroa porque ox apanhou a ele maixjáoutra xirigaita filha maijenoba da Terexinha com o Xdrubal que está acamado com aquela doenxa que ataca quando nox pomox belhos e que faje as mãos tremerem cumu quando há dia de fajere aguardente e já bebox um tantinho porque ódepouje a couja tem que xer bem probada.


ORA BAMOJABERI

- é aquela coujaa do cheiro..eu já te dixe meu menino, ax meninax num góstaum muito dos ómex que xó xe alábam de quinje em quinje diaje

- ódepois é tamanhe aquele proglema da oleojidade xabex? na 'nha terra ax meninax axam xempre que ixo não é axim muito de xe lhex xquentar os calorex do coraxaum ou outrax partex até um pouquexinho maix intimax ..e prontox a modox que depoix ebitam axim ax proximidadeje de maior.. e em algunx cajox de menor (quando xao axim menox... prontox..menox abençoados por nóxo xenhor).

masjeu axo que ixo com unx banhox e um xfregar munto bem ax coujax com pedra pomes e axo que daqui pur um aninho ou couja que o balha já debeis conxeguir que te adeiam axim pelo menox um bate de mão nas coxtax pra tinxentibar a proxeguir cum ixo das higiénex...

másjoulhaaa, xcuta-meee!!!...nunte preocupeje naum, há xempre uma axim mais feinha e que também ninguém lhe qué pegar, a gente faxe um empurrãojinho pra ti e ficácouja arrejolbida próx doux ladox. Há sempre um xapato belho pra um pé dexcalxo, já dixia a nha bóxinha..e ainda dix porque até ainda xtá bem bibinha..e xeia de genica o raio da belha. Num é cásbejes tenho que lhe dijer" eiiii catanu!!! tu tem-me lá calma com ixu que tu jánumtensidade pra tanto xirigaitar” e ela na xemana paxada adiantaxe-me logu e bem daí e dije que tem bailarico e que tem que fajer o aqueximento em caja porque há falatório que há moxoilo nobo. Ela qué axim já belha mas num xtá morta xaiu de caja já com ax ideiax postax que o ia a agarrar-le-zio ..dije que o moxo xe queixa que ninguém lhe toca e cáté xcreve axim umax rimax munto máx que nem fazejm xom igual no fim dax frajex ..e agora a penxar nixo!!...BÔ ..OH DIABOS.. FOXTEX TU O CABRÃO QUE DEIXASTEIX A MINHA ABÓXINHA DERREADINHA DE TODOO?!?!